0

Vinhos espanhóis – experimente os rótulos Castillo Perelada

Vinhos espanhóis - Finca Garbet, aonde é produzido o vinho de mesmo nome

Os registros sobre a produção de vinho na Espanha são muito antigos, antes mesmo do domínio dos romanos sobre a região, superando a invasão dos bárbaros e árabes.

A Espanha é, proporcionalmente, o país com a maior área de vinhedos em todo o mundo. Mas a produção por lá vem passando por grandes transformações desde a década de 1990, com modernização desde o cultivo até a regulamentação do setor. Além de ter a maior área plantada (proporcional ao território), a Espanha hoje está presente também na lista dos principais produtores de vinho.

Atualmente, os vinhedos tem em sua maioria cepas brancas, dentre elas: Airén – a mais plantada e destinada ao brandy espanhol e vinhos simples – Albariño, Xarel-lo, Verdejo e Viura. Porém, os vinhos espanhóis ganharam maior destaque internacional por causa dos tintos. Dentre as uvas, são as locais que ganham destaque, como são os casos: Tempranillo, Garnacha, Monastrell, Cariñena, Graciano, Mencía e Mazuelo. Não podemos deixar de destacar também a produção local com uvas que tiveram fácil adaptação das plantações com Cabernet Sauvignon, Chardonnay, Merlot e Sauvignon Blanc.

Os vinhos espanhóis recebem algumas classificações, são elas:

  • Joven: vinho sem passagem por madeira, para ser consumido em um curto período.
  • Crianza: vinho envelhecido por pelo menos 6 meses em barril de carvalho e um ano na garrafa.
  • Reserva: vinho produzido a partir de safras selecionadas, envelhecido por pelo menos três anos, no caso dos tintos, e dois anos para os brancos.
  • Gran Reserva: vinho produzido a partir de safras de qualidade? excepcional?, envelhecido por pelo menos cinco anos, caso dos tintos, e quatro anos para os brancos.
Vinhos espanhóis - Finca Garbet, aonde é produzido o vinho de mesmo nome

Vinhos espanhóis – Finca Garbet, aonde é produzido o vinho de mesmo nome

Tratando de vinhos espanhóis, hoje vamos destacar a produção feita na região de Empordá, na Catalunha. De lá, a importadora Zahil traz para o Brasil os vinhos produzidos pela Castillo Perelada, uma vinícola sediada no castelo da cidade de Peralada e que produz vinhos tintos elegantes e profundos e cavas refrescantes, eleitos como favoritos muitas vezes por personagens tão importantes quanto o genial Salvador Dalí e a família real espanhola.

A vinícola Castillo Perelada usa uma mescla de uvas espanholas e francesas (a região está na fronteira entre os dois países) tais como Cabernet Sauvignon, Syrah, Grenache, Samsó (Cariñena), Monastrel e Merlot. Sua produção segue desde espumantes como é o caso do Cava Castillo Perelada Brut Reserva, até o mais sofisticado Finca Garbet, um tinto encorpado 100% Syrah, que vem do vinhedo com mesmo nome localizado à beira-mar.

Selecionamos alguns exemplares desta produção para você experimentar os vinhos espanhóis e tirar suas próprias conclusões.

Leia também:
Os saborosos vinhos da La Rioja Alta

0

Jornal Valor Econômico indica os Melhores Vinhos do ano

Melhores Vinhos do Ano

O renomado colunista Jorge Lucki, do jornal Valor Econômico, revelou a já tradicional e tão aguardada lista dos melhores vinhos de 2014.

Melhores Vinhos do Ano

Salentein Reserve Malbec

De acordo com Lucki, a relação abaixo contempla duas categorias de vinhos selecionados para auxiliar o leitor na tarefa de escolher quais garrafas comprar. Os rótulos estão separados entre Melhores vinhos encontrados no mercado brasileiro e Melhor relação qualidade e preço.

“Vinho bom custa mais caro, mas não é para exagerar”, explica Jorge Lucki.

Da relação divulgada agora em dezembro pelo colunista, a importadora Zahil aparece com 7 rótulos entre os melhores vinhos do mercado brasileiro e outros 11 escolhidos por melhor relação qualidade x preço.

Melhores vinhos do mercado brasileiro

Casa Marin Cipreses Sauvignon Blanc 2011 – Chile Sauvignon Blanc
Sol de Sol Chardonnay 2009 – Chile Chardonnay
Nuits St. Georges Henri Gouges 2009 – Borgonha Tinto
Domaine Vacheron Sancerre 2011 – Resto da França Brancos
Il Carbonaione 2010 – Toscana Tinto
Vigna di Capestrano Trebbiano d’Abruzzo 2011
La Rioja Alta Gran Reserva 904 2004 – Rioja Tinto

A melhor relação qualidade/preço existente no mercado brasileiro

Aquitania Res. Chardonnay 2012 – Chile Chardonnay
Portillo Malbec 2013 – Argentina Malbec
Salentein Reserve Malbec 2011 – Argentina Malbec
Château Beau Rivage 2011 – Bordeaux Tinto
Côtes du Rhône St. Estève d’Uchaux 2013 – Resto da França Tinto
La Haute Févrie Muscadet de Sèvre-et-Maine 2013 – Resto da França Branco
Le Orme Barbera d’Asti 2011 – Piemonte Tinto
Vinha do Monte 2011 – Alentejo Tinto
Duque de Viseu Branco 2012 – Portugal Brancos
3 Fincas Crianza 2011 – Espanha Outros Tintos
La Guita Manzanilla – Espanha Jerez

A lista apresentada por Jorge Lucki apresenta produtos que a Zahil traz de diversas regiões. Dentre os vinhos tintos e brancos estão os tradicionais franceses, portugueses, boas novidades do Chile e Argentina, acompanhados por italianos e espanhóis.

Todos os 18 rótulos selecionados entre os melhores vinhos do ano pelo jornal Valor Econômico estão disponíveis e podem ser comprados na importadora Zahil através do site abaixo ou diretamente na loja localizada na rua Manuel Guedes, no bairro de Itaim Bibi, em São Paulo. www.zahil.com.br

0

Vinhos importados mais vendidos do ano

2014 foi um ano diferente, todos os olhos ficaram focados no Brasil por causa da Copa do Mundo, mas agora vamos reverter e olhar para o exterior e descobrir quais os vinhos importados preferidos dos brasileiros.

A Zahil, importadora de vinhos, divulgou esta semana uma relação dos rótulos que foram sucesso de público em 2014. Assim como no cinema, são produtos de diversos países, com excelente sabor e que vão despertar vários sentimentos.

Confira os vinhos importados mais vendidos no Brasil

 

vinhos importados mais vendidos no Brasil

Vinho Francês Beau Rivage Premium

Vinho Espanhol

Do coração de Castilla y León, próximo à região de Toro, surgiu Salamandra Tempranillo, excelente vinho da Espanha. François Lurton produz um Tempranillo leve e vibrante, de fruta viva e textura aveludada, com notas tostadas e de cravo, derivadas da rápida passagem por barricas.

Vinho Francês

Este Beau Rivage é a verdadeira bandeira de Bordeaux, uma referência da região francesa, com mais de 50 anos de tradição e sinônimo de qualidade e consistência dos seus vinhos. É levemente encorpado, produzido a partir das uvas Merlot e Cabernet Sauvignon.

Também da França vem Domaine de la Solitude Chateuneuf-du-Pape, um estupendo exemplar de Châteauneuf, graças ao equilíbrio muito bem elaborado do álcool com seus taninos, acidez e riqueza aromática, com fruta madura encaixada nas especiarias e notas terrosas. Surpreenda seus convidados com este maravilhoso vinho francês.

 

Vinho Italiano

Um dos mais importantes nomes de Montalcino, na Itália, Altesino produz um Brunello ao mesmo tempo elegante e estruturado, com sabor de cereja madura e notas de couro e tabaco. Altesino Brunello di Montalcino, diretamente da Toscana para o Brasil, é um vinho que impressiona pela combinação de elegância e concentração. Experimente!

Eleito duas vezes pela Wine Spectator entre os 100 melhores vinhos do mundo, o Le Orme Barbera d’Asti, de Michele Chiarlo, é elegante e atraente, com perfumes de groselha e especiarias e taninos muito finos. Uma surpreendente persistência e o frescor deste vinho convidam a provar de novo e de novo.

Estes foram os vinhos importados mais vendidos no Brasil em 2014 na Zahil – www.zahil.com.br  Escolha o seu e surpreenda seu convidados.

Leia também: