0

Melhores espumantes para réveillon

Melhores espumantes para réveillon

Já esclarecemos aqui no blog Vinho tratado com Respeito as diferenças sobre os espumante, prosecco e champanhe, e agora com a chegada do fim do ano surgem várias dúvidas como: qual vinho combina com aves? Seco, suave ou doce? Por fim, ainda resta saber quais os melhores espumantes para réveillon?

Para te ajudar nesta missão, selecionamos espumantes de diversas regiões no planeta para você começar bem o ano de 2016. Afinal, nada representa melhor a festa da virada do que o barulho ao sacar a rolha e muita espuma, certo?

Melhores espumantes para réveillon

Melhores espumantes para réveillon

Vale destacar que champanhe é o nome dado aos espumantes produzidos na cidade homônima francesa. Mas vamos ao que interessa:

Os melhores espumantes para réveillon

1 – Espumante brasileiro – Don Abel Moscatel

O Brasil tem produzido excelentes espumantes nos últimos anos. Para você que busca uma ótima relação custo x benefício, experimente este Moscatel perfumado, cheio de notas florais e de frutas amarelas. Ele tem 7,5% de teor alcoólico. Pode comprá-lo aqui.

2 – Espumante argentino – Callia Espumante Brut

A Argentina é terra dos bons vinhos sul-americanos. De lá selecionamos este espumante Callia, cheio de fruta e flores. Ele é feito através de uma combinação das uvas Chardonnay e Pinot Gris, cultivadas em San Juan. Surpreenda neste fim de ano com o frescor e a delicadeza deste Callia Esumante But, seu teor alcoólico é de 13%.

3 – Espumante italiano – Spumante La Veneziana

Atravessando o mar, vamos à Itália, mais precisamente a região de Vêneto. De lá destacamos um espumante feito da uva Glera, mundialmente conhecida como Prosecco. Esta é a bebida ideal para os dias quentes. Se você estiver em uma região de alta temperatura neste fim de ano, que tal celebrar a data com este Spumante La Veneiana? Seu teor alcoólico é de 12%.

4 – Espumante espanhol – Cava Castillo Perelada Brut Rosé

Na Espanha os espumantes são conhecidos como Cavas,  e da Catalunha destacamos este rosé da Castillo Perelada. Ele venceu uma disputa com outras 300 Cavas e foi o escolhido para o casamento do príncipe Felipe de Borbón. Feito com base na uva syrah, o Cava Castillo Perelada Brut Rosé contém teor alcoólico de 11%.

5 – Espumante francês – Drappier Carte d’Or

Estes sim podemos chamar de Champanhe. Afinal, são dois espumantes produzidos na região francesa de Champagne. O Drappier Carte d’Or é fresco e aromático, produzido quase que integralmente da uva Pinot Noir, o que dá reflexos rosados. Ele é rico em aromas de frutas vermelhas e amarelas.

6 – Espumante francês – Drappier Cuvée Charles de Gaulle

A Maison Drappier também é responsável por este espumante em homenagem a Charles de Gaulle. Um Champagne elaborado no estilo predileto do ex-presidente e herói da 2ª Guerra que era fã ardoroso do estilo da vinícola. Você pode comprar o champagne Drappier Cuvée Charles de Gaulle aqui.

Apresentamos aqui 6 dicas dos melhores espumantes para réveillon, de nacionais a importados. Existem opções abaixo de R$ 100 e outros que superam R$ 400. A certeza é que são ótimas opções que vão tornar seus momentos especiais.

Agora que você já viu a lista dos melhores espumantes para réveillon, veja outros conteúdos que separamos:

0

Vinhos para Natal – Como acertar na escolha?

Dicas de harmonização de vinhos para Natal
Dicas de harmonização de vinhos para Natal

Dicas de harmonização de vinhos para Natal

Chegou o fim do ano, com ele as confraternizações nas empresas, reunião em família e amigos, os preparativos para ceia e as dúvidas em relação às bebidas. Como acertar na escolha dos vinhos para Natal?

A primeira coisa a ser resolvida é saber qual será o prato principal da ceia natalina. Afinal, a harmonização do vinho depende do que ele acompanhará, desde os aperitivos até a sobremesa. Listaremos a seguir uma série de opções para para completar a sua festa em alto estilo.

Dicas: Vale lembrar que nossas recomendações de vinhos para Natal são para a opção principal, mas no jantar você terá vários pratos e vinhos. Neste caso, a orientação é que comece pelos brancos. Depois, os tintos leves e só então os vinhos tintos encorpados. Na sequência você optar também pelos secos, deixando os vinhos doces para acompanhar a sobremesa.

Harmonização de vinho com tender

O tender é uma das tradições natalinas. Esta carne suína pode ser preparada de diversas formas e este acompanhamento ou o tempero que determinará o vinho ideal. Por exemplo, algumas pessoas preparam o tender assado acompanhado de rodelas de abacaxi ou pêssegos. Outras preferem molhos agridoces.

Para harmonizar com este prato na ceia natalina você pode optar por um vinho Riesling, como é o caso deste Miramar Riesling da Casa Marin. Se preferir o tender assado opte por harmonizá-lo com um tinto encorpado. Nossa sugestão é este vinho italiano Vigna d’Alfiero Nobile di Montepulciano.

Harmonização de vinho com chester

A maioria das famílias brasileiras opta por aves na ceia de natal. Chester é uma destas tradições, esta especialidade é uma combinação genética de várias espécies de frango e contém 70% de peito e coxa.

Ao escolher os vinhos para Natal com chester, leve em conta que, por ser uma carne branca, harmoniza melhor com os brancos frescos, levemente amadeirados. Sugerimos este chardonnay argentino da Bodegas Salentein ou ainda com espumantes, experimente este brasileiro Don Abel Brut.

Vinhos para Natal – Harmonização com bacalhau

Por superstição, alguns brasileiros preferem servir animais que sempre seguem em frente na ceia de natal. Neste sentido, eles escolhem peixes como prato principal e o bacalhau ocupa o melhor espaço na mesa.

Ao escolher os vinhos para Natal você deve levar em conta que, por ser um peixe salgado e sempre vir acompanhado de condimentos, o bacalhau pede um vinho tinto jovem como acompanhamento. Experimente aqueles produzidos na região do Alentejo que são mais frutados e menos ácidos, como este Vinha do Monte ou Trinca Bolotas Alentejo, da Herdade do Peso.

Vinhos para sobremesa de Natal

Para finalizar, a ceia de Natal é repleta de doces de diversos tipos. Esta harmonização pede vinhos com sabores suaves e acidez equivalente. Os vinhos do Porto, como Sandeman Ruby, ou um espumante moscatel como este brasileiro Don Abel são as recomendações.

Agora que você já sabe como escolher os vinhos para Natal, que tal conferir algumas receitas que preparamos:

0

Natal Solidário – Importadora Zahil promove ação social em prol crianças carentes

Natal Solidário Zahil

Dezembro chegou e com ele o Natal, período em que as famílias estão unidas, os amigos se encontram e as empresas realizam confraternizações para celebrar as vitórias no ano que passou. O espírito natalino provoca um sentimento fraternal e muitas ações são realizadas para ajudar pessoas que estão em dificuldades. Por exemplo, é possível ser o Papai Noel dos Correios, uma ação que existe há 20 anos em que pessoas comuns podem atender aos pedidos de presentes de natal das crianças em situação de vulnerabilidade social. A importadora de vinhos Zahil, em favor do Centro Comunitário e Creche Sinhazinha Meirelles, que cuida de crianças carentes na zona oeste de São Paulo, está promovendo neste mês de dezembro uma ação chamada: O Natal Solidário Zahil. A iniciativa contou com a participação de 180 crianças na personalização de garrafas de vinhos. Com elas foi erguida uma árvore de Natal na loja da Zahil que fica na rua Manuel Guedes n 294, no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo.

Como participar do Natal Solidário?

Natal Solidário Zahil

Natal Solidário Zahil

A proposta do Natal Solidário da Zahil é que cada cliente adquira uma das garrafas com valor simbólico a partir de R$ 10 (a pessoa que escolhe quanto quer doar) e todo o valor arrecadado será repassado para as ações do Centro Comunitário e Creche Sinhazinha Meirelles.

A loja da Zahil fica aberta de segunda a sábado, na rua Manuel Guedes, n 294, Itaim Bibi. Se preferir, pode entrar em contato por telefone e obter mais informações: 11 3071-2900.

Sobre a Sinhazinha Meirelles

Fundada em 1952, no bairro de Pinheiros, ainda com nome de Casa da Criança, por Nair Galvão. Anos depois migrou para o bairro do Butantã, aonde permanece atualmente, após a compra de um terreno por Blandina Meirelles, Dona Sinhazinha. O objetivo do Centro Comunitário é oferecer educação infantil e complementar de qualidade para crianças e adolescentes. Em 1993 houve a mudança de nome de Casa da Criança para Dona Sinhazinha. Atualmente, o Centro Comunitário e Creche Sinhazinha Meirelles atende mais de 400 crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade e risco social.