0

Armazenamento de vinho – Dicas para manter a qualidade da bebida

Domus Aurea, armazenamento correto preserva a qualidade do vinho

Muitos se preocupam com a harmonização, escolha dos melhores rótulos e produtores, selecionam cada safra a dedo, mas esquecem um dos fatores principais em relação a bebida: o armazenamento correto do vinho.

Neste primeiro momento, vamos falar do vinho fechado, aquele que você comprou para uma ocasião especial e quer preservá-lo com suas características (cor e sabor) originais. Em breve falaremos sobre o armazenamento de vinho aberto, que é outra grande dúvida de nossos leitores.

Domus Aurea, armazenamento correto preserva a qualidade do vinho

Domus Aurea, armazenamento correto preserva a qualidade do vinho

Muitas vezes, ao ir em nossa Winehouse preferida ou mesmo receber aquele e-mail com ofertas imperdíveis, decidimos comprar o vinho predileto em um volume grande para aqueles momentos especiais. Certo?! Mas nada adianta ter feito as melhores escolhas e não nos atentarmos aos detalhes no armazenamento da bebida.

Descubra agora cuidados ao armazenar vinho em casa

Iluminação – Armazenamento de vinho

O vinho é sensível a luz, seja ela natural ou artificial. E se for do tipo Branco, este cuidado deve ser redobrado. Você deve armazenar o seu vinho em um local com baixa ou nula luminosidade. Para isso, uma adega seria o ideal. Porém, como sabemos que nem todos podemos ter uma, algumas opções são deixar a garrada na despensa, algum armário fechado, isolá-los em uma caixa ou ainda cobrir a bebida com um pano. Também evite deixar perto de alimentos ou produtos com aromas fortes.

Temperatura – Armazenamento de vinho

Cada tipo de vinho exige uma temperatura de armazenamento diferente. O espumante, por exemplo, precisa ser preservado entre 4ºC e 10ºC, já o vinho tinto encorpado permite uma temperatura maior, de 16ºC a 18ºC. Contudo, a variação deve ser evitada. Procure deixar o seu vinho em um local que não sofra alteração de temperatura durante o tempo em que permanecer guardado.

Temperaturas elevadas provocam oxidação e estraga completamente a bebida. Lembrando que quanto mais baixa a temperatura melhor, já que isso não prejudica o vinho, apenas retardando o processo de envelhecimento. Vale destacar que o local escolhido deve ser monitorado e sua temperatura não pode mudar mais que 1.6ºC ao dia e 2.7ºC ao ano.

Posição da garrafa – Armazenamento de vinho

A posição adequada para se manter o vinho é horizontal. Este cuidado é necessário para evitar que as rolhas da garrafa ressequem, vetando a entrada de oxigênio. Qualquer contato do vinho com oxigênio pode oxidar a bebida, alterando cor, aroma e paladar. E claro que não é isso o que queremos.

Umidade – Armazenamento de vinho

Novamente, como dissemos em relação a posição da garrafa, todo cuidado com a umidade do local escolhido para guardar o seu vinho será muito util. Escolha um lugar com umidade em torno de 70%, isso ajudará a preservar as rolhas e evitar o ressecamento, protegendo nosso amado vinho das interferências do oxigênio.

Mas nada de exceder este limite. Umidade superior a 70% pode trazer outros problemas. Acima deste percentual é bem provável o surgimento de mofo, danificando as etiquetas das garrafas. Procure manter entre 65% e 75%.

Movimento – Armazenamento de vinho

O vinho é uma bebida delicada e por isso exige diversos cuidados. Quando for armazenar o seu vinho, organize de uma forma em que deixe acessível aquele que for consumir primeiro, isolando os demais. A movimentação frequente do vinho acaba deteriorando a bebida. Evite deixá-la próxima de eletrodomésticos ou equipamentos com vibrações.

Quais cuidados você toma ao armazenar o vinho em casa? Tem uma adega climatizada? Compartilhe conosco a sua experiência!

0

Os benefícios de uma taça de vinho

Taça de Vinho

Beber uma taça de vinho por dia traz diversos benefícios a sua saúde. Contribui para quem quer emagrecer, reduz riscos de doenças cardiovasculares, artrite e ajuda a combater infecções. Estudos ao redor do planeta comprovam as diversas qualidades contidas no vinho.

Recentemente uma pesquisa canadense intrigou o mundo fitness ao afirmar que o vinho é um forte aliado na dieta, e que tem efeito equivalente à uma hora de academia. Jason Dyck, líder da pesquisa realizada pela Universidade Alberta, alega que a alta quantidade de resveratrol contida no vinho é responsável por melhorar a performance física, aumentar os batimentos cardíacos e a força muscular.

“O resveratrol pode simular um exercício ou potencializar os benefícios de alguma atividade que uma pessoa fisicamente incapacitada faça” defende Dyck. Por este motivo, que tal já acrescentar uma taça de vinho ao seu cardápio diário?

Taça de Vinho

Descubra os benefícios de inserir uma taça de Vinho ao seu cardápio.

Taça de vinho combate infecções

De acordo com pesquisadores da Universidade da Califórnia, tomar uma taça de vinho por dia ajuda o corpo a combater infecções. Esta descoberta ajudará no tratamento de grupos vulneráveis, como é o caso dos idosos. O consumo moderado do vinho reduz as causas de mortalidade, principalmente nas ocorrências de doenças cardiovasculares. Já o consumo em excesso é muito prejudicial, causando impacto negativo sobre a saúde do indivíduo.

Benefícios de uma taça de vinho por dia

  • Reduz o risco de falecimento por diversas causas

Estudos na Dinamarca, Inglaterra e França apontam que consumir moderadamente o vinho produz um efeito protetor sobre a saúde.

  • Minimiza os efeitos do cigarro

Consumir uma taça de vinho por dia ajudará a reduzir o impacto do tabaco nos vasos sanguíneos, provocando relaxamento e a vasodilatação dos mesmos, evitando complicações sobre o coração.

  • Previne doenças cardiovasculares

O consumo moderado de vinho tinto reduz a ocorrência de doenças coronarianas, diminuindo a produção do colesterol “mau” e aumentando a produção do “bom” colesterol.

Por estas e outras razões, fale com seu médico e nutricionista e descubra qual a melhor forma de inserir uma taça diária de vinho a sua dieta e aproveite de todos os benefícios contidos na casca da uva e nesta bebida maravilhosa, mas sempre o consumo deve ser feito com moderação.

Alerta: Pacientes com doenças do fígado, como cirrose, pancreatite, úlcera gástrica, gastrite, problemas psiquiátricos e indivíduos com altas taxas de triglicérides devem evitar o consumo de vinho.