0

Vinho e bacalhau – receita para almoço de Páscoa

Vinho e Bacalhau ao forno

Estamos na Quaresma, período que antecede a Páscoa, celebrada por igrejas cristãs como a Católica, Ortodoxa, Anglicana e Luterana. É tradição reunir amigos e familiares no domingo de páscoa, que acontecerá em 05 de abril, para um grande almoço, acompanhado por um bom vinho. Mas como escolher o acompanhamento ideal?

Nós do blog Vinho Tratado com Respeito traremos, ao longo deste período, uma série de dicas de receitas e harmonização com diversos tipos de vinho para você preparar nesta Páscoa.

Vinho e Bacalhau ao forno

Vinho e Bacalhau ao forno / Divulgação

Para começar, vamos falar da tradicional combinação entre vinho e bacalhau que ganha as cozinhas e mesas de todo o país na Pascoa. A regra tradicional de harmonização com peixe é o vinho branco, mas o bacalhau não é um peixe comum. Seu sabor marcante e textura mais rígida que os demais peixes ‘permitem’ harmonizá-lo com um bom vinho tinto.

Que tal harmonizar um bom vinho e bacalhau ao forno?

Receita para almoço de páscoa – bacalhau ao forno

Para preparar este prato você precisará dos seguintes ingredientes:

500 g de bacalhau
3 cebolas em fatias
3 tomates sem pele cortados em fatias
6 batatas médias cortadas em rodelas
1 pimentão vermelho cortado em rodelas
salsinha picada
10 azeitonas verdes
½ xícara (chá) de azeite de oliva

Modo de preparo:
Deixe o bacalhau de molho por 24 horas, trocando a água várias vezes para reduzir a quantidade de sal. Após isso, pegue o peixe e coloque em uma panela, complete com água e leve ao fogo. Tome muito cuidado no cozimento para que o bacalhau não amoleça demais. Coloque as batatas para cozinhar na mesma água. Divida o peixe em nacos grandes e coloque em uma forma de vidro, adicione salsinha, azeitonas e os demais ingredientes em camadas. Leve ao formo em temperatura média por 30 minutos.

Esta receita serve 6 porções. Sirva vinho e bacalhau ao forno em seu almoço especial nesta páscoa. Nossa recomendação é o Duque de Viseu Tinto.

Confira nossas harmonizações para Páscoa:

0

Aprenda a fazer drinks com champanhe

Aprenda drinks com champanhe
Aprenda drinks com champanhe

Confira nossas receitas de drinks com champanhe / Divulgação

O verão está aí e nós aqui do blog Vinho tratado com Respeito selecionamos algumas receitas simples de drinks com champanhe para você fazer em casa. Caso você não tenha um champanhe em casa, pode substituí-lo por outras opções como prosecco, cava ou espumantes argentinos ou brasileiros.​

Drinks com champanhe – Coquetel de morango

Para fazer este drink você precisa separar:

  • 3 xícaras (chá) de morango
  • 2 xícaras (chá) de açúcar
  • 1 colher (chá) de suco de gengibre fresco
  • 2 colheres (sopa) de suco de limão
  • Champanhe

Modo de preparo:

Primeiro, bata os morangos no liquidificador. Depois coloque-os em uma panela junto com o açúcar e leve ao fogo baixo. Espere até o conteúdo engrossar e soltar do fundo da panela para apagar o fogo e acrescentar os sucos de limão e gengibre.

Coloque uma colher (de sopa) desta mistura de morango em uma taça e complete com champanhe.

Drinks com champanhe – Coquetel Celeste

Este é um drink bem brasileiro, feito com suco de abacaxi e licor de laranja. O grande segredo é manter o champanhe na geladeira, só retirando quando for servir aos seus convidados.

Para preparar o drink Celeste você precisará de:

  • Champanhe ou espumante
  • 25 ml de suco de abacaxi (se for natural, não precisa adoçar)
  • 25 ml de Curaçao Blue
  • Cereja

Como preparar?

Coloque o suco de abacaxi e o Curaçao Blue em uma coqueteleira e misture bem. Sirva esta mistura em uma taça e complete com o champanhe bem gelado. Para dar um toque final, coloque uma cereja na taça.

Drinks com champanhe – Coquetel Mimosa

Este é um drink muito fácil de preparar, você só precisa separar champanhe e suco de laranja.

Modo de preparo:

Separe uma taça flûte, coloque 4 partes de suco de laranja e complete com 6 partes de champanhe brut gelado.

Mexa delicadamente e coloque uma fatia de laranja para enfeitar a taça.

Agora que você já aprendeu estas receitas, que tal separar os ingredientes, comprar um bom champanhe ou espumante e fazer estes drinks em casa? Surpreenda seus amigos!

Confira nossas outras dicas de drinks maravilhosos:
0

Charme e a elegância do vinho rosé

Tipos de Vinho - Rosé

Como já citamos aqui no blog, existem vários tipos de vinho, dentre eles, o rosé se destaca pela sua bela cor. Delicados como os brancos, mas com alguma intensidade de sabor típico do tinto, são pares ideais para acompanhar massas recheadas ou frango assado.

O vinho rosé apresenta uma coloração que pode variar de um laranja pálido a um rosado vívido, dependendo das uvas utilizadas e técnicas de produção.

Produção do vinho rosé

Algumas pessoas chegam a afirmar que o vinho rosé é a combinação do tinto com o branco. Mas a história verdadeira é outra. O rosé é resultado do tempo em que a casca da uva tinta permanece em contato com o suco ou do processo de produção da bebida.

Quais os processos de produção do vinho rosé?

Para fazer este tipo de vinho, existem três processos usados pelos produtores: Prensa Direta, Sangria e Corte.

Vinho rosé – Prensa Direta

A uva tinta é prensada e o seu suco, que já contém uma certa quantidade de cor, é posto para fermentar seguindo o processo de produção idêntico ao do vinho branco. O resultado final é um vinho fresco de cor pálida e delicada.

Vinho rosé – Sangria

Após romper as casca das uvas, elas são colocadas em um tanque para iniciar o processo de fermentação, que transforma açúcar em álcool. As cascas ficam em contato com o mosto – ou suco da uva – por um período de 6 a 48 horas dependendo da intensidade de cor desejada pelo produtor. Depois deste período, o produtor retira as cascas do líquido e continua a fermentação como ocorre no vinho branco. O vinho final é um pouco mais encorpado que apresenta um tom rosado intenso. A baixa temperatura durante a fermentação preserva o frescor do vinho.

Vinho rosé – Corte

De todos os processos, este é o mais arriscado e menos benéfico ao vinho. Trata-se de uma mistura entre uvas tintas e brancas no processo de fermentação, com baixíssimo controle no resultado final. Em países da Europa este método é proibido por lei, exceto na produção de champanhes rosés.

Quais uvas são usadas na produção do vinho rosé?

Basicamente qualquer uva tinta pode produzir vinhos rosés, sendo as mais comuns:

  • Cabernet Sauvignon
  • Grenache
  • Syrah
  • Cinsault
  • Malbec

Este tipo de vinho é uma excelente recomendação para os dias quentes e pode ser servido frio – entre 8° e 10°C. Abaixo uma lista de bons vinhos rosé que você pode comprar online. Experimente!

Haedus Rosé, Provence, França
Cascai, Provence, França
Pibarnon Rosé, Bandol, França
Aquitania Rosé, Chile
Portillo Rosé, Argentina

Descubra aqui como é feita a classificação dos diversos tipos de vinho.